Laser de CO2 Fracionado para Face e Pescoço



Introdução

O LASER de CO2 Fracionado é um recente método de tratamento dermatológico. Ele é usado para os sinais de envelhecimento cutâneo (face, pescoço, colo), flacidez de pálpebras, manchas resistentes e cicatrizes de acne.

Como se trata de laser potente serve como alternativa a cirurgias plásticas tradicionais e a peelings profundos.

Mecanismo de ação do laser de CO2 na pele

O LASER de CO2 agirá na pele através de dois mecanismos: um superficial e um mais profundo.

Mecanismo superficial

Na temperatura que o laser atinge a superfície cutânea ocorre um superaquecimento e vaporização da água na pele, gerando o que chamamos de ablação, que é a destruição da epiderme (a qual é a camada mais superficial). Assim, ocorre remoção dessa pele que está manchada e lesada pelo sol.

Mecanismo profundo

Como o laser também atinge a derme (camada abaixo da epiderme), ele produz calor, que é responsável pelo estímulo de nova produção de colágeno (neocolagênese) e também pela contração do colágeno já existente nessa pele. Esse fenômeno produz melhora das rugas, da flacidez e das cicatrizes e ainda continua com a neocolagênese por mais seis meses.

Como o laser fracionado de CO2 funciona ?

Ele se difere dos lasers de CO2 antigos, pois o laser fracionado emite milhares de pequenos feixes de luz que penetram profundamente na pele como "colunas térmicas" (chamadas de zonas micro dérmicas de tratamento), deixando ao redor regiões de peles intactas. Assim, essas regiões que não foram atingidas podem ajudar na cicatrização daquelas colunas térmicas, deixando a recuperação mais rápida e com menos riscos de efeitos colaterais (como cicatrizes, por exemplo).

Como resultado, o paciente visualiza apenas alguns pontinhos na epiderme, como se fosse a ponta de um iceberg, pois o estímulo vai além do visível ao olho nu. Esse mecanismo torna possível que sejam atingidas camadas mais profundas e assim maior estímulo de produção de colágeno, tanto nas colunas térmicas, como ao seu redor.

A pele intacta serve como reservatório para recuperação acelerada da área tratada. A cura rápida diminui o risco de infecções e permite ao paciente volta imediata a rotina diária. Limitando a área afetada, áreas delicadas como das mãos, pescoço e rosto, podem ser tratadas com segurança.

A aplicação do laser de CO2 fracionado gera calor, mas ela é acompanhada por um sistema de refrigeração que protege a camada cutânea superficial (o aparelho joga um ar frio durante o procedimento), reduzindo a dor e permitindo a utilização de alta energia, sem anestesia geral.

A profundidade da lesão é determinada pela quantidade de energia fornecida. E o espaçamento dessas colunas pode ser ajustado pelo médico, podendo ser mais ou menos próximas entre si e assim, removendo mais ou menos epiderme.

Quanto maior a energia do laser, maior a profundidade da coluna, assim consegue melhorar cicatrizes e rugas mais profundas, difíceis de serem alcançadas por outros métodos.

Vantagens do laser de CO2 fracionado sobre os lasers de CO2 tradicionais

O avanço não é só quanto aos resultados conseguidos na pele, mas tambem quanto ao tempo necessário de recuperação dos pacientes (que podem agora retornar a sua vida normal mais rapidamente depois do tratamento).

Laser de CO2 fracionado

Atinge pontos da pele, que podem ser mais ou menos próximos um do outro, conforme necessidade de cada paciente.
Deixa regiões de pele saudável, as quais ajudam na cicatrização mais rápida.
  • Tempo de recuperação curto (dias) e não precisa afastar do trabalho.
  • Realizado em consultório, com creme anestésico.
  • Pode ser aplicado em rosto, colo e pescoço.
  • Pode ser aplicado em vários tipos de pele.
  • Menos riscos de cicatrizes e manchas.
  • Tem a opção de usar o laser tradicional em áreas específicas da pele, se for o caso.
  •    

    Laser de CO2 tradicional

    Atinge toda a extensão da pele, dificultando a cicatrização.
  • Necessita de anestesia geral, pois a dor é muito intensa.
  • Tempo de recuperação prolongado (meses). Precisando parar de trabalhar.
  • Não podem ser usados fora do rosto.
  • Restritos a peles extremamente claras.
  • Maiores riscos de efeitos colaterais, como dor, inchaço, secreção, formação de crostas, infecção, vermelhidão prolongada, manchas e cicatrizes.


  • Em quais situações o laser fracionado é indicado ?

    Como ele estimula uma nova produção de colágeno, pode ser indicado em:
  • Flacidez nas pálpebras (tanto pálpebras superiores quanto inferiores)
  • Flacidez na face, pescoço e colo
  • Envelhecimento facial intrínseco (ocasionado pela idade)
  • Foto envelhecimento (ocasionado pelo sol)
  • Cicatrizes de acne


  • Esse Laser ameniza as rugas estáticas (que são as que já existem no rosto mesmo em repouso) tanto suaves quanto profundas:
  • Rugas ao redor dos olhos ("pés-de-galinha")
  • Rugas ao redor da boca ("código de barras")
  • Rugas entre as sobrancelhas ("rugas da braveza")
  • Rugas na testa


  • Como o laser é ablativo (ou seja, destrói a camada superficial da pele), ele pode ser indicado para melhorar:
  • Textura da pele (a pele fica mais lisa e mais fina)
  • Uniformização da cor da pele
  • Vermelhidão da pele
  • Manchas escuras, como as provocadas pela gestação ou pelo sol (como sarda e melanose solar ou senil) tanto no rosto, colo e mãos


  • Enfim, é uma opção tanto para quem deseja melhora da qualidade da pele (para quem já possui marcas de envelhecimento), tanto para quem quer apenas fazer um estímulo de colágeno preventivo.

    Pode ser uma alternativa à cirurgia plástica convencional, já que uma cirurgia precisará de anestesia geral, tempo mais prolongado de recuperação e custo mais elevado.

    Observação: O laser de CO2 laser não é recomendado para remoção de tatuagem e maquiagem definitiva.

    Contra-Indicações

    É importante reforçar que é um procedimento médico e que somente o profissional pode avaliar cada candidato individualmente (em consulta prévia), para identificar casos de risco para efeitos colaterais e adequar as expectativas do paciente à realidade do procedimento.

    É contra-indicado para gestantes, lactantes (mulheres que estão amamentando) e para pacientes com história prévia de quelóides.

    Pacientes em uso de isotretinoína oral devem esperar 6 a 12 meses após a interrupção do tratamento para se submeter ao procedimento.



    Links Relacionados:


    Depilação a Laser