Depilação a Laser



Introdução

Depilar é preciso, mas às vezes os pêlos são substituídos por manchas, espinhas ou irritações na pele. Para evitar o problema, é necessário escolher o método certo de depilação e aplicá-lo corretamente.

Os sistemas tecnologicamente mais avançados para remoção de pêlos podem ser aplicados com segurança em pessoas com pele morena, negra e até bronzeada.

O Laser possui um mecanismo que protege a pele, dirigindo a energia apenas à raiz do pêlo. Desta forma, a melanina da pele não é afetada, evitando as manchas. O aparelho recebeu a aprovação do FDA (órgão de controle de medicamentos dos EUA) e da Anvisa.

O método com laser é recomendado para o tratamento de depilação facial.

Indicado também para o tratamento da foliculite e redução dos pêlos indesejáveis em qualquer região do corpo.

Como funciona um LASER?

A palavra LASER é o acrônimo de Light Amplification Stimulated by Emission of Radiation - Amplificação de Luz Estimulada por Emissão de Radiação.

Para entendermos o seu funcionamento, devemos assimilar dois conceitos principais sobre o LASER: cromóforos (pigmento) e fototermólise seletiva.

1) Cromóforos

As estruturas do corpo que possuem cor são chamadas cromóforos. A melanina, que tem a cor preta, é um cromóforo e, a hemoglobina do sangue, que tem a cor vermelha, também é outro cromóforo.
É o pêlo que, por conter o pigmento melanina, vai absorver a energia do laser e conduzi-la até ao bulbo (parte mais profunda do pêlo, onde se encontra a papila e as células germinativas, responsáveis pela formação do folículo).

O feixe de luz concentrada lançada pelo aparelho queima o pêlo até o bulbo piloso, eliminando então a estrutura responsável pela "renovação" daquele pêlo.

2) Fototermólise Seletiva

Para conseguirmos que o laser "atravesse" a pele (sem lesá-la) e atinja apenas um pigmento específico, precisamos de um aparelho capaz de aplicar uma fonte de luz para gerar calor em um tecido ou célula, com o objetivo de se causar uma lesão localizada e controlada, através da desnaturação térmica de moléculas selecionadas. A isto se dá o nome de fototermólise seletiva.

Esses aparelhos têm características próprias que os fazem agir sobre um dado tipo de cromóforo. Os que atingem a cor negra realizam a depilação e os que atingem a cor vermelha realizam o tratamento de varizes. Assim, ele agirá sobre esse cromóforo e não ocasionará dano ao resto da pele.

Esse quadro mostra os diferentes comprimentos de ondas, desde os ultravioletas, infravermelhos e a luz visível com suas cores.
Cada laser "pega" melhor um comprimento de onda (medido em nanômetros), ou seja, "pega" melhor um tipo de pigmento (como melanina ou hemoglobina). Portanto, precisamos de um aparelho de laser para cada pigmento: um específico para depilação e outro específico para vasinhos / microvarizes, por exemplo.

Essa é uma diferença crucial que difere o LASER e os aparelhos de luz pulsada (LIP). Os LIPs, como não são LASERs, não conseguem ser seletivos para um comprimento de onda, então eles "pegariam" todos os comprimentos de ondas. No entanto, por não serem específicos para nenhum pigmento, eles "pegam" mal todos esses pigmentos. Assim, eles são menos eficazes, necessitando do dobro ou do triplo de sessões para terem um resultado satisfatório.

Vale ressaltar que a luz emitida pelo LASER não é visível ao olho nu e por isso, é colocado no aparelho uma luz de LED que serve como guia para o médico realizar o procedimento. Assim, sempre devemos estar de uso dos óculos de proteção, tanto o médico quanto o paciente, pois mesmo não sendo visível a olho nu, pode lesar a nossa retina.

Como é feita a aplicação do LASER?

O equipamento é calibrado pelo médico, usando um programa de computador, que leva em consideração alguns critérios como a cor da pele, diâmetro e cor do pêlo e área do corpo a ser tratada.

Alguns pacientes preferem passar um anestésico no local para diminuir o incômodo da aplicação.

Com os pêlos sempre raspados, aplica-se um gel condutor na região a ser tratada. O médico inicia o tratamento, que consiste na destruição do bulbo folicular por ação do raio laser sobre a melanina.

O Laser produz um feixe de luz altamente concentrado. A luz emitida pelo Laser é absorvida pelo pigmento localizado na raiz do pêlo e uma fração de segundos é tempo suficiente para neutralizar a raiz, com a intenção de impedir o pêlo a voltar a crescer.

Possui também um mecanismo especial de refrigeração da pele que protege a área em volta do tecido (isto é, protege contra a queimadura da pele), dirigindo a energia diretamente à raiz do pêlo (ou seja, redireciona essa energia para a destruição do folículo).

Etapa 1

O LASER tem seus parâmetros ajustados em relação a cor da pele, ao diâmetro do pêlo e a região do corpo a ser tratada.

Etapa 2

Durante o tratamento, os raios do laser chegam até o pigmento da base da raiz do pêlo, fazendo com que sua energia seja absorvida.

Etapa 3

Após a aplicação do LASER, ocorre destruição das estruturas do folículo e os pêlos serão eliminados.

A depilação a laser é segura?

Sim, é um método seguro, desde que realizado por médicos treinados e qualificados, que utilizam máquinas a LASER aprovadas pela Anvisa e FDA.

Por que precisamos de mais de 1 sessão de laser para atingir os melhores resultados ?

Justamente por existir diferentes fases de crescimento do folículo, é importante ressaltar que, devido ao ciclo de vida destes, nem todos os fios se encontram simultaneamente na fase ideal para a ação do laser, a fase de crescimento ou anágena. E por isso que é necessária mais de uma sessão para se obter o melhor resultado.

Fases de Crescimento do Pêlo

1) Fase Anágena

É a fase de crescimento propriamente dita, que conforme a área do corpo, dura de 2 meses a 6 anos. Desta forma, é durante a fase anágena que o laser atinge, de forma mais eficaz, o pêlo e as estruturas que o alimentam.

2) Fase Catágena

É a fase de regressão do pêlo, com duração média de 4 semanas.

3) Fase Telógena

É a de repouso, que dura de 2 a 4 meses. Nesta fase, nenhuma estrutura importante está alimentando o pêlo, de maneira que ele está parado quanto ao seu crescimento. É nesta fase que ocorre a sua queda.

A depilação a laser é dolorosa?

A sensação difere de paciente para paciente e de acordo com sua sensibilidade.

Eu aconselho sempre a aplicar o creme anestésico local 30 a 60 minutos antes da primeira sessão de laser ou na realização de laser em virilha (que possui pêlos mais grossos). O próprio paciente depois vai poder avaliar se ele precisará ou não de creme anestésico local nas próximas sessões.

Qual o tempo de aplicação?

O tempo de aplicação depende do tamanho da região a ser tratada. Para buço ou axilas, por exemplo, são necessárias, em média, 10 a 15 minutos. Já para meia-perna (joelho para baixo), cerca de 30 minutos para cada membro.

Em que regiões pode ser aplicado?

Pode ser aplicado em qualquer parte do corpo que tenha pêlos como: buço, queixo, entre as sobrancelhas (a famosa "monocelha", na qual as duas sobrancelhas se juntam na glabela/testa), lateral da face, axilas, virilha, orelhas, pés, braços, pescoço, seios, abdome, costas, pernas, coxas, tórax, linha alba (linha vertical no abdome, que passa pelo umbigo) e ânus.

O LASER pode ser a solução para pêlos encravados ?

Sim, já que os pêlos que não conseguem ir para a superfície externa da pele, ficam "enterrados" por camadas e mais camadas de epiderme. Podem causar inflamações e infecções (abscessos) na pele, além do prejuízo estético.

O LASER pode ajudar áreas manchadas devido outros métodos de depilação ?

Sim, qualquer método de depilação que traumatiza a pele, pode estimular seu escurecimento. Quem nunca reparou naquelas axilas escurecidas ? Ou na região perto das coxas e virilha ?

É uma resposta natural do corpo. Essa mancha pode surgir também quando há pêlo encravado ou foliculite e a região é manipulada. Toda vez que ocorre uma infecção na pele, há uma maior produção de pigmentos no local.

Portanto, se não tiver mais o incômodo dos pêlos, não se precisará submeter a depilação e portanto, a pele não ficará cada vez mais escurecida.

Antes da Aplicação do Laser

  • Não deixar de avisar seu médico sobre história de herpes prévia, medicações em uso, câncer ou atraso menstrual / gestação.


  • Duas a quatro semanas antes de começar o tratamento de depilação a laser, e mesmo durante, não se deve depilar com métodos que arranquem os pêlos pela raiz (cera, pinça e outros). Ninguém que está fazendo o tratamento a laser precisa ficar com aqueles pêlos longos. Pode-se usar gilete ou creme depilatório várias vezes entre uma sessão e outra.


  • Duas semanas antes e durante o tratamento de depilação laser não deve se expor ao sol ou recorrer a cremes que influenciem na pigmentação da pele.


  • Um dia antes ou no dia do tratamento, depilar com gilete a área que se deseja aplicar.


  • Utilizar bloqueador solar de FPS 30, várias vezes ao dia.


  • Não usar descolorantes.


  • Não recorrer a bronzeados artificiais.


  • Antes da depilação, parar de aplicar creme que podem sensibilizar a pele, como os cremes com "ácidos", usados em rostos (pois a pele fica muito mais fina e frágil ) e avisar o médico.


  • Formalidade no cumprimento das sessões até conseguir os resultados desejados.


  • Depois da Aplicação do Laser

    Após a sessão de depilação laser, a pele fica quente e vermelha e que, este incômodo pode durar de minutos a horas.

    Na região que recebeu a aplicação a laser poderá ser observado que os pêlos demorarão mais para nascer ou os que nascerem logo em seguida, estarão "soltos". Eles podem também nascer mais finos ou mais claros.

    O laser também evitará o encravamento dos pêlos, situação que pode ser muito boa no caso das virilhas, por exemplo.

    Não se deve depilar com métodos que arranquem os pêlos pela raiz (cera, pinça e outros).

    Não deve se expor ao sol.

    Utilizar bloqueador solar de FPS 30 no mesmo dia logo após a aplicação.

    Não usar descolorantes.

    Não recorrer a bronzeados artificiais.

    Esperar alguns dias para voltar a aplicar cremes que podem sensibilizar a pele, como os cremes com "ácidos" e clareadores, pois a pele fica muito mais fina e frágil.

    Na pós depilação, evitar substâncias que possam irritar ainda mais essa área, como cremes com álcool e perfumes.

    Links Relacionados:


    Datas e Locais da Depilação a Laser
    Laser para vasinhos (face e pernas) e estímulo de colágeno