Acne (Espinha, Cravo, Comedão)



O que é ?

É uma das doenças da pele mais comuns, não contagiosa, que atinge a unidade pilo-sebácea (pêlo e glândula sebácea). Ao invés do folículo piloso estar "limpo", ele fica todo obstruído por sebo da glândula sebácea, promovendo um processo inflamatório.

E quais suas causas ?

A acne é uma doença de predisposição genética cujas manifestações dependem da presença dos hormônios sexuais. Por isso, as lesões iniciam-se na puberdade, afetando cerca de 80% dos adolescentes. Embora na acne vulgar a idade de comprometimento seja o período da adolescência, não é raro estender-se até os 30 anos ou mais, principalmente em mulheres, constituindo a Acne da Mulher Adulta.

Os cravos e "espinhas" ocorrem devido ao aumento da secreção sebácea associada ao estreitamento e obstrução da abertura do folículo pilo-sebáceo, dando origem aos comedões abertos (cravos pretos) e comedões fechados (cravos brancos). Estas condições favorecem a proliferação de microorganismos que provocam a inflamação característica das "espinhas".

Como posso tratá-la ?

Deve-se realizar exame dermatológico do paciente o mais completo possível. Procurar observar fatores agravantes (como alteração emocional, hábitos incorretos de escoriar e espremer as "espinhas"), tratamentos já utilizados e classificar o grau de acne do paciente.

O tratamento pode ser feito com medicações de uso local, visando a desobstrução dos folículos e o controle da proliferação bacteriana e da oleosidade. Quando não houver resposta a medicações tópicas ou em casos intensos, torna-se necessário o tratamento sistêmico (medicamentos via oral).
O lado emocional do paciente não deve ficar em segundo plano. A acne freqüentemente piora quando o estresse emocional é intenso, a ansiedade e a angústia podem agravar o quadro, e contribuir para resistência ao tratamento. A acne mexe com a auto-estima e a auto-confiança do adolescente.